Regresso ao Jogo: a UEFA está a preparar-se para o regresso seguro das suas competições de elite.
Saiba mais >
 

1970/71: Cruyff puxa dos galões

1970/71: Cruyff puxa dos galões
1970/71: Cruyff puxa dos galões ©UEFA.com

AFC Ajax 2-0 Panathinaikos FC

Futebol total: eis que surge uma nova ordem no jogo, substituindo o “catenaccio”, até então dominador no cenário europeu: em 1970/71, o AFC Ajax sagrou-se campeão da Europa e sucedeu ao rival holandês do Feyenoord, surpreendentemente afastados na primeira eliminatória pelos romenos do FC UTA Arad. Este resultado, aliás, esteve de acordo com o que se passou na competição desse ano, pois das 33 equipas em presença apenas duas haviam ganho o troféu.

Alterações nas regras
Nos quartos-de-final, a equipa de Amesterdão afastou o Celtic FC, o mesmo acontecendo ao 17 Nëntori Tirana, FC Basel e Club Atlético de Madrid. Do outro lado, o Panathinaikos FC beneficiou de duas alterações nas regras para ser a primeira equipa grega a chegar à final, pois a UEFA introduziu o desempate por pontapés da marca de grande penalidade para decidir as eliminatórias empatadas, acabando com a polémica moeda ao ar. Foi também decidido o alargamento da regra dos golos fora a todas as eliminatórias e não só às primeiras duas, como até aí.

Haan marca
Esta última levou a equipa treinada por Ferenc Puskás a eliminar o Everton FC - que afastara o VfL Borussia Mönchengladbach no primeiro desempate por grandes penalidades - nos quartos-de-final, o mesmo acontecendo, a seguir, com o FK Crvena Zvezda, na meia-final. Nesta, o Panathinaikos, depois de perder por 4-1 em Belgrado, ganharia por 3-0 em casa, com dois golos de Anton Antoniadis. Mas a final só deu Ajax. Dick van Dijk fez o primeiro para a equipa de Rinus Michels e depois, aos 87 minutos, sob a batuta de Johan Cruyff, Arie Haan estabeleceu o 2-0 final.

Topo