Mathijsen à espera da desforra

O defesa acredita que a derrota do Hamburgo frente ao Werder Bremen, na Taça da Alemanha, vai servir como motivação extra para a primeira mão das meias-finais da Taça UEFA, que se disputa esta quinta-feira.

Joris Mathijsen (à esquerda) em acção frente ao Werder Bremen na passada quarta-feira
Joris Mathijsen (à esquerda) em acção frente ao Werder Bremen na passada quarta-feira ©Getty Images

O defesa Joris Mathijsen acredita que a derrota do Hamburger SV frente ao Werder Bremen, na Taça da Alemanha, vai servir como motivação extra para a primeira mão das meias-finais da Taça UEFA, que se disputa esta quinta-feira no Weserstadion.

Maior motivação
O Hamburgo foi eliminado no desempate por grandes penalidades nas meias-finais da Taça da Alemanha, no primeiro de quatro jogos entre estes dois clubes em apenas 19 dias. Mathijsen espera, assim, uma reacção positiva da equipa neste segundo compromisso. "Perdemos o jogo da Taça, na semana passada, mas estamos ainda mais motivados para o encontro de amanhã [quinta-feira]", garantiu o defesa, de 29 anos.

"Hipótese única"
Este duelo da Taça UEFA surge numa altura em que a luta pelo título alemão está ao rubro, com o Hamburgo a três pontos do primeiro lugar e em busca do primeiro campeonato desde 1983. "Muitos jovens jogadores acham que estas situações surgem muitas vezes, mas quando somos mais velhos percebemos que estas oportunidades não são assim tão comuns. Tento explicar-lhes isso e nós queremos o título, porque poderemos não voltar a ter uma hipótese igual", referiu Mathijsen.

Quarta meia-final
Este será o 27.º duelo entre equipas germânicas na Taça UEFA e ambas as equipas já defrontaram compatriotas nesta mesma competição. O Werder Bremen perdeu nas meias-finais de 1987/88 contra o Bayer 04 Leverkusen, equipa que também já eliminou o Hamburgo na UEFA, mais concretamente nos oitavos-de-final da época passada. O Werder Bremen já marcou presença nas meias-finais da Taça UEFA em três ocasiões anteriores, mas nunca chegou ao jogo decisivo, numa estatística que o defesa Per Mertesacker tem confiança em poder alterar.

O segundo passo
"Não tem sido uma boa época para a nossa equipa, porque o décimo lugar no campeonato não é satisfatório, mas espero que seja possível encontrar motivação pelo triunfo na Taça da Alemanha para chegar à vitória na Taça UEFA", referiu o defesa. O Werder Bremen parece estar num bom momento, já que, depois do triunfo sobre o Hamburgo na passada quarta-feira, a formação de Hugo Almeida conseguiu uma reviravolta que lhe permitiu bater o VfL Bochum 1848 por 3-2. "Foi bom ter dado esse primeiro passo na Taça da Alemanha, mas agora queremos dar o segundo na Taça UEFA", acrescentou Mertesacker. "Este segundo jogo vai ser muito importante, mas devemos pensar em um encontro de cada vez e depois ver onde chegamos. Os jogadores das duas equipas conhecem-se muito bem e vai ser um duelo interessante".

Sete em risco
O Werder Bremen tem sete jogadores em risco de suspensão, contra apenas três do Hamburgo, mas Mertsacker acredita que esse facto não vai influenciar o jogo de quinta-feira. "Não penso nisso e julgo que os meus colegas também não, porque temos de jogar de forma muito concentrada", disse.